terça-feira, 30 de agosto de 2016

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

O que é LED?

LED é a sigla para Light Emitting Diode, que significa “diodo emissor de luz”. Consiste numa tecnologia de condução de luz, a partir energia elétrica. 
LED tem a função de emitir luz em locais e instrumentos, como lâmpadas, lanternas e etc.
LED é um condutor de energia elétrica, que quando energizado, emite luz visível a olho nu. O sistema de iluminação com lâmpadas incandescentes, no entanto, utiliza um modelo de filamentos metálicos e descarga de gases para a produção da luz.
O LED é muito utilizado em produtos eletrônicos, como sinalizador de avisos, mas também em instrumentos de tamanho maior, como semáforos de trânsito, além de painéis e cortinas de LED para outdoors, por exemplo.
A tecnologia e iluminação LED está presente em diversas ocasiões da vida cotidiana.
Um fator que tem feito as fabricantes investirem forte em pesquisas para iluminação com LED é a alta qualidade que elas proporcionam. Além de serem muito mais econômicas e iluminarem com maior eficiência, as lâmpadas de LED tendem a ter uma vida útil muito maior. 

terça-feira, 23 de agosto de 2016

IMPRESSÃO DIGITAL UV

A impressão digital sempre foi uma área intimamente ligada à tecnologia pelo fato de utilizar as últimas descobertas científicas em prol da melhoria da qualidade e da produtividade. Nos últimos anos tem-se falado muito em um tipo específico de impressão digital chamado IMPRESSÃO UV, ou impressão Ultra Violeta.

Resumidamente, a Impressão UV é um processo de impressão ecológico, de alta qualidade e mais durável do que a impressão digital convencional. É ecológico por não usar solvente na transferência da tinta para o substrato, ocasionando menos impacto ao meio ambiente. É de alta qualidade, pois trabalha com tintas especiais com secagem ultra-rápida, não permitindo a dispersão da tinta na superfície de impressão, e é mais durável porque é impresso em um substrato menos vulnerável, portanto, mais resistente à impactos e acidentes de uma forma geral.

A secagem das tintas convencionais se dá pela evaporação do solvente. Na impressão UV a secagem é feita instantaneamente pela emissão da luz ultra violeta sobre a tinta, imediatamente após a sua impressão. Enquanto a primeira impressão exige que o manuseio só seja feito após a sua secagem completa, a UV permite o toque quase que imediatamente, com imagens mais bem definidas e mais vivas.

As imagens são impressas mais rapidamente já que cada camada de tinta tem secagem instantânea, diminuindo o tempo entre as passadas da cabeça de impressão. Possui melhor definição devido à secagem imediata do ponto de impressão, que não espalha no substrato e permanece mais fiel ao arquivo original, e as cores são mais vivas devido à característica especial das suas tintas.

Dependendo da característica de cada material é possível:

- Imprimir fachadas inteiras direto no substrato
- Revestir completamente chapas de PS ou PVC
- Imprimir imagens em um conjunto de ajulejos
- Decorar ambientes imprimindo em portas de vidro
- Decorar divisórias comerciais de diversos materiais
- Fazer mockups de embalagens em papelão
- Imprimir em peças de couro
- Jogar imagens em poliondas e fazer woblers, displays, etc
- Imprimir diretamente em PS e criar volumes inusitados
- Aplicar imagens diretamente em peças de acrílico
- Criar composições sensacionais em madeira
- Imprimir em peças de aço para arquitetura
- Personalizar portas de casas e estabelecimentos comerciais
- Jogar imagens no MDF de uma cozinha ou quarto
- Fazer quadros de vidro, metais, alumínio ou acrílico


segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Produtos feitos em PSAI

Poliestireno Alto impacto, conhecido como PSAI, é um termoplástico obtido por extrusão, a partir do poliestireno cristal granulado (GPPS). A resistência ao impacto do material se dá com a adição de um elastômero, em proporções variadas conforme se queira obter um produto de baixo, médio ou alto impacto.

Com a adição do elastômero, o material perde a transparência, tornando-se leitoso, sendo posteriormente pigmentado nas cores comumente encontradas no mercado.

Boa resistência térmica
Alta rigidez
Atoxico
Inodor
Baixo Custo
Ótimo para plotter
Alta resistência ao impacto
Boa usinabilidade
Boa resistência química
Boa resistência à abrasão
Alta rigidez

O poliestireno de alto-impacto é um material cada vez mais usado na fabricação de caixas para eletrodomésticos, peças internas e externas de aparelhos eletrônicos e de telecomunicações, gabinetes para geladeira, saltos de sapatos para a indústria calçadista, artigos de linha para cozinha e higiene, brinquedos, jogos e artigos descartáveis, peças para a indústria automobilística, instrumentos médicos e odontológicos, etc. 

Com o objetivo de atender às necessidades específicas de cada segmento, o PSAI é fornecido ao mercado com 2 tipos de acabamento: Brilho Mecânico (os dois lados foscos) e Alto Brilho (um lado fosco e outro brilhante). 

Visualmente, o poliestireno de alto-impacto oferece grande flexibilidade durante o desenvolvimento de um projeto, o que lhe permite ser decorado e impresso. O material possui grande aderência ao vinil de recorte, à tinta de impressão serigráfica (silk-screen), off-set, hot stamping e tampografia e é compatível com pinturas metálicas. 

O PSAI é fabricado com uma larga gama de cores padrões. Em alguns casos, os fabricantes aceitam a fabricação de PSAI com cores específicas, sob encomenda.  Além disso, o poliestireno de alto-impacto pode ser facilmente colado com colas à base de solventes ou adesivos de contato.

A produção comercial do poliestireno de alto-impacto foi iniciada em 1950. Até hoje, o PSAI continua sendo um dos materiais plásticos mais utilizados pela indústria de todos os segmentos. 

Itens feitos em PSAI: 




O QUE É VACUUM FORMING?

Vacuum Forming é o processo de produção de peças plásticas para quantidades relativamente pequenas a custos baixos e com moldes baratos e rápidos de execução.

A produção de peças em Vacuum Forming vem sendo cada vez mais usado em projetos onde os custos dos moldes usados em outros processos de produção, não se justificam para as quantidades de peças produzidas. Também é utilizado para substituir materiais que por limitação de forma, custo ou capacidade de produção, não conseguem atingir a qualidade das peças moldadas.

A Vacuum Forming participa dos projetos desde a fase inicial, contribuindo com sua experiência e facilitando o projeto de acordo com as necessidades do cliente. Trabalhamos com moldes provisórios até a aprovação final da peça, o que permite rapidez e mudanças que porventura sejam necessárias. Após a aprovação das peças produzidas a partir dos moldes provisórios, fazemos os definitivos para produção em série.

O processo de Vacuum Forming produz peças plásticas para várias aplicações, tais como: indústria alimentícia, cosméticos, equipamentos médicos, eletrônica, entretenimento, produtos de uso doméstico, brinquedos, equipamento de ginástica, indústria automotiva, materiais de escritório e outros.

Itens feitos em Vacuum Forming:







quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Todos os tipos de sinalização

Os displays têm como finalidade informar, relembrar, persuadir, indicar posição, expor e vender.
Tudo o que não é bem exposto não é visto. Se não é visto, não é comprado.
O material de ponto-de-venda é o que dá voz à marca.

PONTOS ESSENCIAIS


Assim como na propaganda, alguns pontos são essenciais para a confecção do material de PDV e sua inclusão no esquema promocional.


• criatividade – o material de PDV deve ser antes de tudo criativo e bem dimensionado para o local onde será aplicado;

• originalidade – a concepção inédita, tema apropriado, texto curto e fácil, e bom impacto visual farão com que sua mensagem seja bem memorizada;
• funcionalidade – simplicidade, boa acomodação do produto, montagem, colocação e reposição fácil garantirão a aceitação e seu uso.

VANTAGENS DOS MATERIAIS


Os materiais no PDV costumam lembrar e reforçar aos consumidores a mensagem publicitária vista por eles.

Os materiais de merchandising geralmente ampliam os efeitos da propaganda feita em outros veículos, porque eles complementam as mensagens, diretamente onde as decisões de compra estão sendo tomadas.
Apesar de toda a sua importância estratégica, os materiais de PDV ainda são tratados em segundo plano. Freqüentemente, não se dá a devida atenção criativa que eles merecem e precisam.

Displays de chão

São todos os grandes displays independentes de gôndolas, que ficam apoiados no chão. A maioria toma em média um metro quadrado de espaço na loja, ocupando cantos ou corredores. É aconselhado apenas para lojas que possuam espaços extras.

Displays de prateleira

Apesar de serem parecidos com os displays de balcão, eles necessa­riamente precisam encaixar-se no tamanho das prateleiras dos supermercados ou lojas.

Displays de balcão

São aqueles usados em lojas especializadas que costumam fazer aten­dimento personalizado, onde ficam expostos os testadores ou produtos sobre os balcões.
Exemplo: Lojas de cosméticos, perfumes, relógios, bancos, padarias etc.

Adesivos

Material plástico autocolante, que contém mensagens promocionais. É bem aceito em bares, lanchonetes, farmácias, e muito usado em freezers ou geladeiras de supermercados. Pode ser colado em qualquer lugar, e alguns, com cola especial, podem ser colados no chão de lojas.

Balcão para demonstração

Stand pequeno, para uma demonstradora, que tem como objetivo demonstrar e divulgar um produto de forma personalizada. Geralmente, são desmon­táveis e fáceis de carregar.

Bandeja para degustação

É um prático suporte preso aos ombros (para lojas onde não cabe um balcão), que permite fazer degustações rápidas e em qualquer local do supermercado.
Por sua mobilidade, praticidade e custo baixo, ela é muito usada atualmente.

Banner

São sinalizadores de qualquer tamanho (pequenos ou gigantes) feitos em papel, plástico ou tecido que parecem faixas na vertical. Geralmente, vêm esticados entre dois roletes de madeira, fixos num estandarte ou presos diretamente no local.

Faixas de gôndola

Também conhecidas como demarcadores de gôndola ou réguas, essas faixas feitas de papelão ou plástico servem para informar sobre a presença do produto na prateleira e auxiliar o consumidor a localizar, dentre tantos outros, este ou aquele produto.
Elas são encaixadas nas canaletas transparentes ou coladas nas pontas das prateleiras.

Luminosos

Podem ser internos como relógios, marcas, produtos e outros motivos, e podem ser feitos de néon, fibra óptica, elétricos etc. São usados em bares, restaurantes, padarias, lojas etc. Os externos são colocados em fachadas ou nos topos de edifícios para identificação do estabelecimento ou divulgação noturna.
Os backlights também são luminosos, mas são visíveis à noite e também durante o dia.

Take One

Caixinha aberta onde se colocam folhetos ou panfletos para serem pegos pelos consumidores nas prateleiras ou balcões.

Existe uma infinidade de outros materiais de merchandising no PDV, e todos os dias aparecem novas e criativas peças.